Minha conta
Projeto de iniciação científica no currículo: o que é e como colocar

Projeto de iniciação científica no currículo: o que é e como colocar

A iniciação científica é uma ótima forma de incrementar o currículo, mas o que é isso e como colocar no currículo? Vamos ver as respostas.

Cursando a faculdade, é normal buscar formas de dar uma incrementada no currículo. Afinal, o mercado de trabalho é altamente competitivo e qualquer coisa ajuda. Conversando com professores, alguns deles podem ter te instruído a fazer uma iniciação científica.

 

Confuso, você buscou respostas no mestre Google e achou este artigo. Muito bem, em breve você aprenderá exatamente o que é a iniciação científica, como colocar ela no currículo e verá também algumas dicas de como extrair o máximo dessa experiência.

 

Você verá modelos de como colocar o projeto de iniciação científica no currículo para preencher de acordo com as suas necessidades. Além disso, você aprenderá uma fórmula fácil de como colocar o projeto de iniciação científica no currículo.

 

Quer poupar tempo e fazer o seu currículo em 5 minutos? Experimente o nosso gerador de currículos online. Ele é rápido, fácil, conveniente e 100% personalizável. Escolha dentre 18 modelos de currículos profissionais para preencher.

 

modelo de curriculo

Modelo de currículo criado pelo nosso gerador de currículos. Descubra nosso criador de currículos.

Um dos nossos usuários, Nicolas, teve isso a dizer:

 

“Eu estava tendo dificuldade em deixar o meu currículo com apenas 1 página e em o deixar com uma aparência profissional. O gerador de currículos da Zety me ajudou muito!”

 

Criar o meu currículo agora

 

Mas, é inútil elaborar um projeto genial que consegue resultados históricos se você não sabe como fazer o restante do currículo. Fique tranquilo. É mais fácil do que elaborar uma tese, mas existem algumas regras. Para aprender todas, leia o nosso guia:

 

Agora, vamos ao guia para aprender como encantar a banca examinadora.

 

1. O que é iniciação científica?

 

Responder perguntas é o objetivo da ciência e para que você possa ingressar na carreira científica, é fundamental ver a resposta desta. Para simplificar, a iniciação científica é o primeiro passo que um estudante dá para começar uma vida como pesquisador.

 

Nesta oportunidade, alunos de diversas áreas de estudo se reúnem com professores para desenvolver uma pesquisa sobre o seu campo. O objetivo é dar ao aluno a oportunidade de começar uma carreira no campo acadêmico ao desenvolver as seguintes atividades:

 

Exemplos de atividades desenvolvidas na iniciação científica

 

  • Escrita acadêmica;
  • Apresentação e defesas de resultados;
  • Compilação de referenciais teóricos;
  • Desenvolvimento de observações ou experiências;
  • Escrita de relatórios de atividades.

Dica valiosa: algumas instituições, como a CNPq, oferecem bolsas para que estudantes desenvolvam pesquisas. Veja com o seu orientador a chance de ser remunerado.

Outro fator fundamental da iniciação científica é introduzir o aluno à noções de ética no campo acadêmico, para seguir as melhores práticas na hora de desenvolver pesquisas e buscar o conhecimento de maneira imparcial. O foco deve ser sempre a verdade.

 

Material de estudo: quer entender melhor a importância da ética na iniciação científica? Leia o livro Desafios da ética na ciência, escrito por Flávio José Moreira Gonçalves.

 

Agora que você sabe exatamente o que é iniciação científica, talvez você tenha decidido ingressar nesta modalidade de ensino. Se este for o caso, você precisa saber como colocar ela no currículo. É isso que vamos explorar no próximo tópico.

 

Não é apenas de iniciação científica que é feita a sua formação acadêmica. Para ver como colocar a sua educação no currículo, leia o guia Formação acadêmica no currículo.

 

2. Onde colocar a iniciação científica e o projeto no currículo?

 

Há um dilema aqui. Afinal, a iniciação científica é uma atividade que tem o intuito de ensinar. Mas, ela é uma espécie de estágio na carreira acadêmica. Então, você deve colocar ela na seção de experiência ou educação do currículo? Considere algumas coisas.

 

Onde colocar a iniciação científica no currículo?

 

  • Na seção de educação: caso você não esteja almejando uma vaga no mundo acadêmico. Neste caso, a iniciação científica serve como uma extensão da graduação.
  • Na seção de experiência: se você tem a ambição de buscar uma oportunidade no universo científico. Neste caso, a iniciação científica será interpretada como a primeira etapa no seu desenvolvimento nesta carreira.

 

Onde colocar o seu projeto de iniciação científica no currículo?

 

  • Seção de informações adicionais: se você conseguir publicar os resultados obtidos na sua iniciação científica, vale listar a publicação nesta parte do currículo. Para mais sobre o assunto, leia o guia Informações adicionais no currículo.
  • Seção de publicações: caso você seja um acadêmico experiente, você provavelmente já publicou muitas pesquisas. Separe um espaço específico para elas no seu currículo e também inclua o seu projeto de iniciação científica.

Dica valiosa: consiga uma carta de recomendação do seu orientador. Isso abre portas!

Existe outro fator que você deve levar em conta. O documento deve ter apenas uma página. Criar algo longo demais é um dos maiores erros dos candidatos. Os recrutadores podem jogar o currículo fora em menos de 10 segundos. Organize-o de acordo. 

 

Material de estudo: é de humanas? Leia Pesquisa qualitativa de imagem, texto e som,

 

Agora, vocè sabe exatamente onde botar a sua iniciação científica no currículo, mas o trabalho ainda não acabou. Está na hora de ver como exatamente colocar esta etapa tão importante da sua carreira no seu currículo.

 

Veja o que mais botar no currículo e onde colocar lendo o guia O que botar no currículo.

 

Ao fazer um currículo com o gerador de currículos da Zety, você só precisa arrastar e soltar os elementos que desejar (habilidades, experiências...). Existe até um corretor ortográfico para deixar seu currículo perfeito.

Ao terminar, o gerador de currículos da Zety avaliará o seu currículo e te dirá o que você precisa corrigir para fazer um currículo ainda melhor.

3. Como colocar a iniciação científica no currículo

 

Definir como botar essa informação no seu currículo é uma decisão binária, assim como escolher entre metodologia quantitativa ou qualitativa. Basicamente, ela depende do seu nível de experiência no mundo acadêmico. 

 

Se você é experiente, coloque estas informações:

  • Nome da instituição;
  • Nome do orientador;
  • Título do projeto;
  • Data de conclusão.

 

Se você é inexperiente, escreva mais um pouco:

  • Breve resumo da pesquisa;
  • Principais resultados;
  • Conquistas obtidas.

 

Certamente é mais fácil do que fazer cálculos estatísticos no método quantitativo, não é? Mas, assim como toda pesquisa, é importante sair da teoria e ver como os dados se comportam na prática. Por isso, veja exemplos.

 

Exemplo: como colocar iniciação científica no currículo 

 

Iniciação científica

Universidade X

Uso de correntes alternadas no desenvolvimento de motores elétricos (fevereiro 2010)

Orientado pelo doutor em engenharia mecânica Paulo Freitas

  • Pesquisa explorando os benefícios que este tipo de correntes trazem
  • Determinados que os benefícios não são viáveis em virtude de elevados custos
  • A pesquisa foi apresentada no evento X em maio de 2010
  • O trabalho final foi aceito para publicação na Revista X

Dica valiosa: na hora de colocar a iniciação científica no currículo, formate ela da mesma forma do resto do documento. Para mais informações, leia Formato de currículo.

Seguindo essas dicas, você mostra para o recrutador de forma simples a qualidade do seu projeto de iniciação científica. Convenhamos, mais fácil do que seguir as normas da ABNT, não é? Mas, ainda não acabou. Veja mais algumas dicas.

 

Se você ainda é inexperiente, leia o guia Currículo para o primeiro emprego.

 

4. Dicas extras para usufruir ao máximo da iniciação científica

 

É verdade que ela é apenas a primeira etapa de uma carreira acadêmica, mas isso não significa que ela deve ser negligenciada. Existem muitas formas de aproveitar esta oportunidade para avançar significativamente na carreira. Veja algumas:

  • Publicar um livro: ao terminar a sua pesquisa, envie-a para editoras especializadas. Conseguir uma publicação dá grande status no mundo acadêmico.
  • Fazer palestras: busque eventos para se apresentar e expor os resultados da sua pesquisa, assim para realizar networking.

 

Material de estudo: para dominar a arte de palestrar, leia o livro O guia oficial do TED para falar em público, escrito por Chris Anderson, fundador do TED.

 

  • Ganhar prêmios: muitos eventos acadêmicos premiam as melhores apresentações e pesquisas. Escolha eventos que possuem premiações.
  • Faça entrevistas: durante sua pesquisa, tente entrevistar pessoas influentes. Isso pode ser uma grande oportunidade de fazer networking com nomes importantes.
  • Realize monitoria: se você tem a ambição de se tornar professor universitário, uma forma de começar é sendo monitor sobre o tema da sua pesquisa.

Dica valiosa: se você pensa em ir para Portugal pela facilidade da língua, não se iluda. Por exemplo, na Universidade do Porto, aulas com estudantes internacionais são dadas em inglês. Garanta que você não faz parte dos 95% do brasileiros que não domina o idioma.

Estes são apenas alguns exemplos. Certamente você pode pensar em outras formas de aproveitar a iniciação científica. Afinal, como pesquisador, você é uma pessoa criativa. Como diz Murilo Gun, a criatividade é a arte de criar soluções novas para os problemas. 

 

Se você busca oportunidades no exterior, é fundamental saber como listar os seus idiomas estrangeiros. Por isso, leia Como colocar curso de inglès e outros idiomas no currículo.

 

O que poderia ser melhor que uma carta de apresentação que combina perfeitamente com seu currículo? Você pode criar sua carta de apresentação online aqui, usando o mesmo modelo do seu currículo. Os seus documentos podem ter esta aparência:

 

modelo de carta de apresentação

Veja mais modelos de cartas de apresentação e comece a escrever a sua

Revisão: Como colocar iniciação científica no currículo

 

Botar algo importante como a iniciação científica no currículo pode ser intimidador, mas agora você viu que não precisa ser assim. Certamente você fez coisa muito pior na sua pesquisa. De qualquer forma, para colocar a iniciação científica no currículo, faça isso:

  • Determine se é melhor colocar na seção de educação ou na de experiência;
  • Após a decisão, liste os dados do projeto;
  • Se você tem pouca experiência, descreva a pesquisa brevemente;
  • Também pense em formas de usar a pesquisa, como palestras e publicações.

 

Fazer a pesquisa e encarar a banca examinadora deve ter sido um desafio, mas botar essa experiência no papel foi tranquilo. Agora é só salvar o currículo em PDF, ou em Word, e depois enviar ele por email.

 

Obrigado por ler o meu guia. Agora, eu gostaria de ouvir você:

  • Quais são os maiores desafios na hora de colocar a iniciação científica no currículo?
  • Qual a sua maior dificuldade?
  • Ainda há alguma dúvida?

 

Deixe um comentário abaixo e vamos conversar!

Avalie meu artigo: iniciacao cientifica curriculo
Média: 5 (2 votos)
Obrigado por votar
Caio Sampaio
Caio é um especialista em carreira e construção de currículos. Ele escreve sobre vários assuntos no mundo do recrutamento. No tempo livre, ele lê livros, assiste filmes, joga vídeo game e mantem-se atualizado sobre o universo laboral. Tendo experiência com teatro, cinema e vídeo games, ele busca usar técnicas dessas indústrias criativas para criar currículos mais interessantes e atraentes.

Artigos Similares