O que colocar no currículo como motivo da saída da empresa

O que colocar no currículo como motivo da saída da empresa

O teu passado te condena. Dizem muito isso, mas será que condena mesmo? Veja como colocar no currículo o motivo de saída de uma empresa.

Buscando uma nova oportunidade, você teme que o passado fecha a porta do seu futuro. Afinal, e se um possível empregador não gostar do motivo pelo qual você saiu da sua última empresa? Realmente, não é uma situação nem um pouco bacana.

 

Existem mil motivos para sair de uma empresa. Nem sempre é algo ruim, mas se você não explicar direito o que fez você deixar o seu último emprego, a resposta pode pegar mal. Nisso, uma possível oportunidade vai embora. Mas, não precisa ser assim.

 

Continue lendo e você verá um guia completo sobre o que colocar no currículo como motivo de saída. Você também aprenderá uma fórmula simples para colocar no currículo o motivo de saída que impede qualquer porta de ser fechada.

 

Quer poupar tempo e fazer o seu currículo em 5 minutos? Experimente o nosso gerador de currículos online. Ele é rápido, fácil, conveniente e 100% personalizável. Escolha dentre 18 modelos de currículos profissionais para preencher.

 

modelo de curriculo

Modelo de currículo criado pelo nosso gerador de currículos. Descubra nosso criador de currículos.

Um dos nossos usuários, Nicolas, teve isso a dizer:

 

“Eu estava tendo dificuldade em deixar o meu currículo com apenas 1 página e em o deixar com uma aparência profissional. O gerador de currículos da Zety me ajudou muito!”

 

Criar o meu currículo agora

 

Mas, você sabe o que realmente acaba com as chances de qualquer um na hora de conseguir um emprego? Um currículo mal feito. Para não cometer nenhuma gafe aqui, a Zety Brasil tem vários guias para te ajudar. Veja alguns abaixo:

 

Com estes guias, você vai conseguir criar o currículo perfeito, independente de qual etapa da vida profissional você esteja. Mas, chega de falar do futuro. Agora é hora de falar do passado. Veja como colocar no currículo o motivo de saída. 

 

1.O que colocar no currículo em motivo de saída da empresa?

 

Nada. Ué? Como assim? Calma, a gente explica. Pare e pense no que é um currículo. Ele é um documento que detalha a sua trajetória profissional e a sua formação acadêmica. Mas, acima de tudo, ele tem um objetivo principal:

 

O currículo precisa persuadir o recrutador de que você é a pessoa certa para a vaga

 

Além disso, o tamanho ideal do currículo é de apenas 1 página. Isso é importante. O recrutador é muito ocupado, com 250 candidatos por vaga, em média. Se um currículo for muito longo, ele vai para o lixo. Isso ocorre em menos de 10 segundos. Por isso:

 

Só fale o que mostra que você é a pessoa certa. O motivo da sua saída ajuda? Não.

 

Se o recrutador estiver interessado em saber o motivo pelo qual você saiu de um empregador, ele vai perguntar para você durante uma entrevista. A não ser que você seja instruído a fazer isso, não gaste espaço precioso com informação desnecessária.

Dica valiosa: se você quer compartilhar algum projeto ou publicação, mas não quer gastar espaço, lembre-se que a maioria dos currículos são lidos em computadores. Use hyperlinks.

Siga essa mesma mentalidade na hora de decidir o que mais colocar no currículo. Desta forma, você terá a certeza de compartilhar apenas informações que realmente são pertinentes para a vaga. O recrutador agradece.

Material de estudo: está mudando de carreira? Muita gente também está.Veja o vídeo 7 livros para quem busca uma reinvenção, da escola online Keep Learning School.

Mas, existem algumas situações que convém informar sobre o motivo de saída de uma empresa. Em casos raros, o recrutador pode pedir isso no currículo, mas na maioria das ocasiões, a pergunta vem na entrevista. O que responder? Você verá abaixo.

 

Quer ver o que mais evitar? Leia O que não colocar no currículo

 

2. Como explicar o motivo de saída da empresa na entrevista?

 

Ser demitido não é o único motivo para você sair de uma empresa. Existem muitos motivos válidos para você querer encerrar uma etapa da sua experiência profissional. Abaixo, você pode ver uma lista com os mais frequentes e como explicar eles ao recrutador:

 

  1. Falta de crescimento: como diz o behaviorismo, os humanos precisam de estímulos para se sentirem engajados. Se você não progride, é natural sentir-se desinteressado.

 

  1. Falta de objetivos: de acordo com Daniel Pink, um objetivo claro é algo vital para motivar alguém. Quando a única motivação é pagar boleto, fica difícil se empolgar.

 

  1. Insatisfação pessoal: se você alegar isso, saiba exatamente o que causou a insatisfação e por que você acha que ela não ocorrerá novamente no novo empregador.

 

  1. Salário baixo: cuidado. O recrutador vai perguntar o que seria um um bom salário. Se você responder algo muito alto, a porta vai se fechar. Leia Pretensão salarial no currículo.

 

  1. Mudança de vida: talvez você tenha mudado de cidade. Pode ser que esteja começando uma pós-graduação que demande horário mais flexível. Não há nada de errado nisso.

 

  1. Uma nova perspectiva: tudo muda, inclusive as pessoas. Talvez o seu emprego atual não seja o grande próximo passo que você pensou que seria. Não há problema em admitir.

Dica valiosa: na hora de explicar ao recrutador o motivo da saída da última empresa, seja breve. Cuidado para não acabar tornando isso em um discurso. Use o bom senso.

É claro que esses são apenas alguns exemplos. Se a sua situação específica não aparecer aqui, basta aplicar a mesma lógica. Não tenha medo de dizer o motivo da sua saída. Seja sincero e tente explicar de uma maneira que faça sentido ao ouvidos do recrutador.

Material de estudo: para se tornar um mestre das entrevistas de emprego, leia o livro Ideias brilhantes, escrito por Susan Hodgson.

Mas, infelizmente nem sempre deixamos uma empresa por vontade própria. É doloroso receber a notícia do RH de que este é o seu último dia na empresa. Se isso ocorreu com você, continue lendo. O próximo tópico vai te preparar.

 

Quer outra forma de falar com o recrutador? Leia Carta de apresentação para emprego

 

3. Como falar sobre a demissão na entrevista de emprego

 

Foi difícil, mas depois de ser mandado embora, você finalmente recebeu um convite de entrevista. Agora, você teme a famigerada pergunta. Não se preocupe. Neste tópico, você verá exatamente o que responder. Mas, é importante deixar algo bem claro de cara:

 

Se você foi demitido, e o recrutador perguntar o motivo de saída, não minta

 

Essa é uma das mentiras mais frequentes no currículo. E você será descoberto. O recrutador entra em contato com algumas das suas empresas antigas para verificar algumas informações. A maioria deles faz isso. E quer saber de uma coisa? 

 

85% dos candidatos mentem. se tanta gente entrou na estatística, isso significa que foram apanhados. Tenha a certeza de que com você não será diferente. Agora, veja algumas dicas para colocar o recrutador do seu lado, mesmo depois da demissão:

 

  1. Foco no aprendizado: explique para o recrutador o motivo da demissão e fale sobre as lições que você aprendeu. A capacidade de aprender com os erros mostra maturidade.

 

  1. Foco no futuro: converse um pouco sobre como você pretende aplicar as lições que aprendeu em oportunidade profissionais futuras.

 

  1. Não fale mal da empresa anterior: guarde o rancor para depois. Não fale mal da empresa ou do ex-chefe. Os recrutadores vêem isso como falta de profissionalismo.

Dica valiosa: assim como no currículo, vá direto ao ponto. O ideal é praticar a resposta antes, assim você pode ir filtrando as informações até sobrar só essencial.

Seguindo essas dicas, vai ficar mais fácil colocar o recrutador do seu lado, mesmo que na sua empresa anterior você tenha recebido a pior notícia que um profissional pode receber.

Material de estudo: para ver mais dicas de como persuadir o recrutador, leia o livro Armas da persuasão, escrito por Robert Cialdini.

Agora você sabe que é possível transformar o problema em oportunidade. Dá para comentar sobre o motivo de saída da empresa anterior sem fazer pegar mal.

 

Para ler mais sobre o assunto, leia o guia Mentira no currículo

 

Revisão: o que colocar no currículo como motivo de saída

 

Somos seres em constante mutação. Apesar de não podermos mudar o passado, podemos escolher como usar ele para mudar o nosso futuro. Para mostrar ao recrutador que você está comprometido com essa mudança após a demissão, siga esses passos:

 

  1. Só coloque o motivo de saída da empresa anterior no currículo se solicitado;
  2. Na hora da entrevista, explique de forma breve e direta o motivo;
  3. Não minta, jamais.

 

Parece simples, pois realmente é. Seguindo esses passos, é só uma questão de tempo até a demissão ser uma coisa do passado e a sua carteira de trabalho sair da gaveta. E você pode contar conosco para te orientar em cada etapa do processo.

 

Obrigado por ler o meu guia. Agora, eu gostaria de ouvir você:

  • Quais são os maiores desafios na hora de colocar no currículo o motivo de saída?
  • Qual a sua maior dificuldade?
  • Ainda há alguma dúvida?

 

Deixe um comentário abaixo e vamos conversar!

Avalie meu artigo: colocar motivo saida curriculo
Média: 5 (1 votos)
Obrigado por votar
Caio Sampaio
Caio é um especialista em carreira e construção de currículos. Ele escreve sobre vários assuntos no mundo do recrutamento. No tempo livre, ele lê livros, assiste filmes, joga vídeo game e mantem-se atualizado sobre o universo laboral. Tendo experiência com teatro, cinema e vídeo games, ele busca usar técnicas dessas indústrias criativas para criar currículos mais interessantes e atraentes.

Artigos Similares