Minha conta
Modelo de currículo de enfermeiro assistencial: exemplos

Modelo de currículo de enfermeiro assistencial: exemplos

Em que devemos focar ao fazer um currículo de enfermeiro assistencial para provar que somos a pessoa certa para prestar assistência aos pacientes? Descubra lendo este artigo.

Um estudo do Jornal Einstein buscou identificar quais as atividades mais prazerosas realizadas por enfermeiros. Na opinião dos próprios profissionais, atividades assistenciais foram consideradas mais prazerosas do que as administrativas.

 

Essa descoberta chocou um total de zero pessoas.

 

Afinal, um dos motivos principais na escolha da enfermagem como profissão é o socorro direto ao próximo.

 

Se você está concorrendo a uma vaga específica para enfermeiro assistencial, é de se esperar que os recrutadores receberão mais currículos que em outras situações. Portanto, capriche ao fazer seu curriculum vitae.

 

Além disso, para aumentar suas chances, você pode montar seu CV focando em tarefas assistenciais. Um verdadeiro currículo de enfermeiro assistencial, ao invés de um simples currículo de enfermeiro.

 

É esse currículo de enfermeiro assistencial que vamos montar juntos. De quebra, veja um modelo de currículo de enfermeiro assistencial que você pode usar como base.

 

Quer poupar tempo e fazer o seu currículo em 5 minutos? Experimente o nosso gerador de currículos online. Ele é rápido, fácil, conveniente e 100% personalizável. Escolha dentre 18 modelos de currículos profissionais para preencher.

 

Criar o meu currículo agora

 

modelo de curriculo

Modelo de currículo criado pelo nosso gerador de currículos. Descubra nosso criador de currículos.

Um dos nossos usuários, Nicolas, teve isso a dizer:

 

“Eu estava tendo dificuldade em deixar o meu currículo com apenas 1 página e em o deixar com uma aparência profissional. O gerador de currículos da Zety me ajudou muito!”

 

Modelo de currículo de enfermeira assistencial

 

Anna J. Néri

Enfermeira

(99) 99999–9999

anna.j.neri@email.com.br

linkedin.com/in/annajneri

 

Perfil profissional

 

Enfermeira com espírito de liderança e mais de 5 anos de experiência na área, diminuí em 5% as avaliações negativas do serviço de enfermagem do Hospital Santa Casa, no qual trabalho atualmente e me tornei mentora de cinco auxiliares de enfermagem. Adoraria trazer minha dedicação e conhecimento para o Hospital Israelita Albert Einstein como Enfermeira Assistencial.

 

Experiência laboral

 

Enfermeira Assistencial

Hospital Santa Casa

Janeiro 2019 — atualmente

  • Diminuí as avaliações negativas do serviço de enfermagem em 5%;
  • Fui avaliada com nota máxima pelos meus supervisores;
  • Colaborei com a equipe de atendimento para diminuir em 7% o tempo de espera de pacientes;
  • Tornei-me mentora de cinco auxiliares de enfermeira. 

 

Auxiliar de Enfermagem

Hospital Santa Casa

Janeiro 2018 – janeiro 2019

  • Cuidei de mais de 15 pacientes em recuperação traumática;
  • Treinei a auxiliar de enfermagem que me substituiu.

 

Auxiliar de Enfermagem

Clínica Biolabor

Março 2017 – dezembro 2017

 

Estágio em Enfermagem

Clínica Biolabor

Fevereiro 2015 – fevereiro 2017

 

Formação acadêmica

 

Enfermagem

Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo

2013 – 2017

 

Habilidades

 

  • Experiência com rotina de UTI;
  • Transporte de pacientes;
  • Preparação de mesa cirúrgica;
  • Assistência a pacientes em emergências;
  • Coleta de amostras;
  • Inglês fluente;
  • Liderança;
  • Proatividade.

 

Informações adicionais

 

Voluntária na Casa de Idosos do Morumbi, 2014;

Disponibilidade de trabalhar a noite e aos sábados;

Palestrante na XII Feira Hospitalar de Moema, 2019.

 

Vamos ver como fazer um currículo de enfermeira assistencial tão bom quanto o que você viu acima, mas com os seus dados:

 

1. Como formatar seu currículo de enfermeiro assistencial

 

Como comentado, uma vaga de enfermeiro ou enfermeira assistencial atrai muitos candidatos. Quando isso acontece, pode se tornar impossível, para os recrutadores do hospital, ler todos os currículos recebidos.

 

O efeito colateral disso é que um currículo mal formatado ou difícil de ler será rotulado de lixo hospitalar e descartado.

 

Para impedir que isso aconteça, listamos alguns parâmetros que não precisam ser seguidos à risca, mas que te ajudarão a criar uma aparência profissional para seu currículo:

  • A fonte ideal para currículo é profissional e com tamanho legível. Calibri 11, por exemplo.
  • Escolha o tamanho de margem 2,5 e certifique-se de que está usando o mesmo tamanho nos dois lados.
  • Mantenha toda a informação em uma página se estiver no começo da carreira. O currículo pode ter duas páginas se você for um enfermeiro experiente.
  • Use o espaço em branco a seu favor. Blocos de textos muito grandes são desagradáveis de ler.
  • Salve seu currículo em PDF quando terminar, mas mantenha uma versão editável.
  • Crie um cabeçalho com seus dados pessoais no currículo:
    • Nome completo;
    • Profissão;
    • Telefone;
    • E-mail;
    • LinkedIn.
  • Divida o arquivo em seções usando os títulos abaixo:
    • Perfil profissional;
    • Experiência laboral;
    • Formação acadêmica;
    • Habilidades;
    • Informações adicionais.

 

Se quiser caprichar na estrutura e formato do seu curriculum vitae, leia: Estrutura e formatação de currículo.

 

2. Inclua seu perfil profissional no currículo de enfermeiro assistencial

 

O seu currículo começará com um pequeno texto, de três ou quatro frases de apresentação para o currículo, destacando seus pontos fortes. O objetivo é fazer com que um recrutador ocupado leia um texto curto mostrando que vale a pena te considerar para a vaga de enfermagem assistencial.

Dica valiosa: esta é a primeira seção do seu currículo, mas se você deixar para fazê-la no final, após escrever o resto do currículo, terá mais claro quais os seus pontos fortes a serem destacados.

O perfil profissional também é chamado por outros nomes. “Objetivo profissional” é quando o candidato foca no que pode conquistar, enquanto “resumo profissional” é quando destaca aquilo que já foi conquistado.

 

Se você tiver mais de dois anos de experiência, faça um resumo profissional:

  • Faça uma lista do que você conquistou que possa ser usado para “vender seu peixe” em uma vaga de enfermeiro assistencial. Vale: estudos, anos de experiência, conquistas no trabalho, habilidades e tudo o mais.
  • Use três ou quatro destes itens que “batam” com requerimentos e responsabilidades contidos na descrição da vaga de enfermeiro assistencial.

 

Se tiver menos de dois anos em enfermagem, faça um objetivo profissional:

  • Liste coisas que aprendeu até agora e que estejam relacionadas com requerimentos e responsabilidades listados na descrição da vaga de trabalho de enfermeiro assistencial.
  • Caso tenha experiência em outras áreas, inclua habilidades e conhecimentos que sejam transferíveis para um enfermeiro assistencial.

 

Para inspiração, leia o artigo: Objetivo profissional: frases curtas.

 

Você pode incluir no perfil profissional pontos fortes de quaisquer seções do currículo. Por exemplo, você pode colocar uma competência que listou na seção de habilidades, ou comentar sobre sua pós-graduação que foi mencionada na seção de formação acadêmica.

 

Se quiser se aprofundar nesta seção tão importante de um currículo, leia o artigo: O que é perfil profissional: exemplos.

 

3. Liste sua experiência no curriculum vitae de enfermeiro assistencial

 

A seção de experiência no currículo é, para muitos, a mais importante. Especialmente caso a vaga de enfermeiro assistencial busque um profissional com experiência.

 

Caso você tenha mais de dois anos de experiência trabalhando em enfermagem, esta é a seção que deve ser destacada no seu currículo. Por isso ela está localizada logo abaixo do perfil profissional. Faça com que esta seção ocupe um pouco menos da metade do seu curriculum vitae.

 

Se você está começando agora, temos alguns guias que podem te ajudar a mudar seu currículo para destacar outros pontos:

 

Liste cada experiência profissional começando pelo mais recente. Este método é chamado “currículo cronológico inverso”, e de todos os tipos de currículo, é o mais popular. Isto porque normalmente, seus trabalhos recentes são mais relevantes para a vaga desejada. 

 

Para cada experiência, liste:

 

  • Título do cargo;
  • Nome da instituição;
  • Data de início e término;
  • Cerca de cinco conquistas.

 

Conquistas? Bom, você pode listar responsabilidades, mas elas não mostram que você foi um bom profissional tão bem quanto conquistas. Para entender a diferença, compare estes dois métodos de listar a mesma coisa:

  • Responsabilidade: Realizar o acompanhamento de procedimentos cirúrgicos.
  • Conquista: Acompanhei diariamente procedimentos cirúrgicos, sempre auxiliando os cirurgiões conforme instruído.

 

As conquistas ficam ainda melhores quando se utiliza números, mesmo que aproximados. Por exemplo: “acompanhei mais de cem procedimentos cirúrgicos, sem nunca cometer um erro”. 

 

Lembre-se de focar em conquistas relacionadas a procedimentos assistenciais, e não administrativos, já que este é o objetivo do seu currículo de enfermeiro assistencial. 

 

Inclua menos responsabilidades e conquistas em experiências antigas, o foco deve ser o que você realizou recentemente.

 

Se você tem muitas experiências laborais, não precisa nem incluir todas, apenas as mais relevantes. Recrutadores esperam ver no currículo o que você tem feito nos últimos quinze anos.

 

Você está trabalhando? Às vezes um candidato se pergunta o que colocar no currículo quando ainda está trabalhando. Basta listar o trabalho atual normalmente, no topo da seção de experiência, e colocar “atualmente”, ou “presente” no lugar da data de término.

 

Para ver ainda mais dicas e modelos de como colocar trabalhos anteriores no currículo, leia o artigo: Experiência profissional: exemplos de como relatar no currículo.

 

4. Formação acadêmica no CV de enfermeiro assistencial

 

A profissão de enfermeiro é regulada por lei. Para praticar, é necessário ser graduado em Enfermagem por uma instituição autorizada pelo MEC. Por isso, inclua na seção de formação acadêmica sua graduação, mesmo que ainda esteja cursando.

 

Não é necessário detalhar demais esta seção. Inclua seus estudos mais relevantes, começando pelo mais atual, e liste apenas:

 

  • Nome da graduação;
  • Instituição de ensino;
  • Data de término.

 

Se ainda estiver cursando, coloque um término previsto, por exemplo:

  • Conclusão prevista: 2022.

 

Caso você tenha pouca experiência, detalhe mais esta seção. Você pode incluir conquistas como as da seção de experiência, porém focadas em estudos e na universidade. Também é possível incluir dados como matérias optativas estudadas e carga horária.

 

Como sempre, temos um artigo para te ajudar se você quiser se aprofundar neste tema: O que é e como colocar formação acadêmica no currículo.

 

5. Habilidades de enfermeiros assistenciais no seu currículo

 

A seção de habilidades, também chamada de “competências” do currículo te permite listar cerca de dez talentos que você acredita serem relevantes para a vaga.

 

Ao invés de listar aquilo que você mais se orgulha, ou que você sente que é relevante, é sempre bom ir além e realmente descobrir o que os recrutadores procuram.

 

A melhor maneira de fazer isso é lendo as responsabilidades e requerimentos da vaga de enfermeiro assistencial. Você deverá ser capaz de encontrar algumas habilidades esperadas desta maneira, e caso você as domine, liste-as com as mesmas palavras usadas pelos recrutadores na descrição da vaga.

 

Caso você não consiga identificar habilidades suficientes desta maneira, faça uma pesquisa sobre quais as competências necessárias para um enfermeiro assistencial.

 

Quer saber por onde começar? Você pode dar uma olhada no estudo do Jornal Einsten que eu mencionei na introdução deste artigo para ver as tarefas assistenciais mais realizadas por enfermeiros. A Revista Brasileira de Enfermagem também conduziu um estudo em 2015 cujo objetivo foi identificar as competências clínicas dos enfermeiros assistenciais de uma organização hospitalar e aprender como os profissionais as adquiriram.

 

Precisa de ainda mais inspiração? Veja uma lista de habilidades que podem ser úteis para qualquer vaga de enfermeiros assistenciais:

  • Assistência a pacientes com choque cardiogênico;
  • Assistência a pacientes com insuficiência renal;
  • Assistência higiênica;
  • Avaliação de sistema respiratório;
  • Avaliação de som intestinal;
  • Coleta de amostras;
  • Coleta de sangue;
  • Conhecimento de conduta médica a pacientes testemunhas de Jeová;
  • Dedicação;
  • Empatia;
  • Experiência com rotina de UTI;
  • Experiência com tratamento pediátrico;
  • Espanhol fluente;
  • Inglês avançado;
  • Liderança;
  • Monitoração de pressão sanguínea;
  • Ótima comunicação;
  • Paciência;
  • Precauções contra convulsões;
  • Preparação de cesariana emergencial;
  • Preparação de mesa cirúrgica;
  • Proatividade;
  • Terapia intravenosa;
  • Trabalho em grupo;
  • Transporte de pacientes;
  • Tratamento de feridas;
  • Troca de roupa de cama;
  • Verificação de glucose.

 

Mais fácil que isso, só se eu fizer o currículo para você!

 

Um detalhe: como você pode ver na lista, é possível incluir tanto aspectos técnicos quanto características pessoais.

Dica valiosa: se encontrar habilidades na descrição da vaga que você não possui, busque um curso grátis e curto online.

Temos também um artigo com muitos exemplos e dicas: Competências e habilidades para colocar no currículo.

 

Ao fazer um currículo com o gerador de currículos da Zety, você só precisa arrastar e soltar os elementos que desejar (habilidades, experiências...). Existe até um corretor ortográfico para deixar seu currículo perfeito.

Ao terminar, o gerador de currículos da Zety avaliará o seu currículo e te dirá o que você precisa corrigir para fazer um currículo ainda melhor.

6. Informações adicionais no currículo de enfermeiro assistencial

 

Já vimos as seções clássicas do seu currículo, mas e quanto a informações que não entram em nenhuma delas? Estes dados podem ser listados de três maneiras:

  • Em uma seção no final do currículo, chamada “informações adicionais” ou “informações complementares”;
  • Em duas ou mais seções, com nomes específicos, como “certificados” e “disponibilidades”.
  • Uma combinação das duas maneiras. Por exemplo, uma seção chamada “certificados” e outra chamada “informações adicionais”.

 

Como decidir de que maneira listar? Crie uma seção específica se você perceber que tem muitos itens daquele tipo para listar. Caso contrário, coloque tudo em “informações adicionais”.

 

Que tipo de dados costumam aparecer em “informações adicionais” em currículos de enfermeiros assistenciais? Veja alguns exemplos:

  • Participações em eventos, como conferências e palestras;
  • Certificações e cursos extracurriculares;
  • Trabalhos voluntários (ótimo para enfermeiros assistenciais por demonstrar empatia);
  • Disponibilidades, como quando pode começar, ou se pode trabalhar nos sábados;
  • Participação em conselhos ou associações de enfermagem;

 

Você pode ver diversos exemplos em: Informações complementares para currículo.

 

O que poderia ser melhor que uma carta de apresentação que combina perfeitamente com seu currículo? Você pode criar sua carta de apresentação online aqui, usando o mesmo modelo do seu currículo. Os seus documentos podem ter esta aparência:

 

modelo de carta de apresentação

Veja mais modelos de cartas de apresentação e comece a escrever a sua.

7. Carta de apresentação do currículo de enfermeiro assistencial

 

Alguns empregadores pedem para que os candidatos enviem cartas de apresentação. Este documento é enviado junto ao currículo e serve como uma introdução ao seu curriculum vitae.

 

Alguns candidatos escolhem enviar uma carta de apresentação mesmo quando ela não foi requisitada. Afinal, o pior que pode acontecer é ela ser ignorada, mas existe a chance de que ela impressione o recrutador.

 

Temos um guia focado em cartas de apresentação específicas para enfermeiros: Como fazer uma carta de apresentação para enfermagem.

 

Muito obrigado por ler este artigo e por escolher salvar vidas como profissão. Se você tiver algum comentário, deixe na seção abaixo, e vamos conversar!

Avalie meu artigo: curriculo enfermeiro assistencial
Média: 5 (3 votos)
Obrigado por votar
Bruno Bertachini
Bruno é um especialista em carreira da Zety comprometido em oferecer conselhos ocupacionais que agreguem valor a profissionais em todas as etapas de suas jornadas.

Artigos Similares