Modelo de currículo sem experiência profissional e como fazer

Modelo de currículo sem experiência profissional e como fazer

Estágio? Jovem aprendiz? Seja lá o que você busca, é sempre difícil montar um currículo sem experiência. Temos a solução.

O mercado quer alguém experiente.

 

Mas como começar uma carreira se eles só empregam que já trabalhou?

 

O seu currículo sem experiência precisa ser muito convincente.

 

Mas todo guia te diz que o CV deve destacar seus trabalhos anteriores, porque é o que mais importa para os empregadores.

 

Como quebrar esse paradoxo?

 

Como provar para o recrutador que você é capaz sim de ter aquele emprego, ele só precisa te dar uma chance?

 

Existem muitas maneiras de passar essa mensagem no seu CV.

 

Nesse guia vamos cobrir todas essas maneiras.

 

Leia e você verá um modelo de currículo sem experiência que você pode ajustar e chamar de seu. Você também verá como montar um currículo sem experiência profissional que vai te fazer arranjar 10x mais entrevistas que qualquer outro que você fez no passado.

 

Quer poupar tempo e fazer o seu currículo em 5 minutos? Experimente o nosso gerador de currículos online. Ele é rápido, fácil, conveniente e 100% personalizável. Escolha dentre 18 modelos de currículos profissionais para preencher.

 

modelo de curriculo

Modelo de currículo criado pelo nosso gerador de currículos. Descubra nosso criador de currículos.

Um dos nossos usuários, Nicolas, teve isso a dizer:

 

“Eu estava tendo dificuldade em deixar o meu currículo com apenas 1 página e em o deixar com uma aparência profissional. O gerador de currículos da Zety me ajudou muito!”

 

Criar o meu currículo agora

 

Aqui está um exemplo de currículo sem experiência:

  

Modelo de currículo sem experiência para te inspirar (versão em texto)

 

Matheus A. Rodrigues

Estágio em programação

(12)99999-9999

matheus.a.rodrigues@email.com.br

linkedin.com/in/rodriguesamatheus

 

Objetivo profissional

 

Programador apaixonado cursando Ciência da Computação na UNIFESP e com certificado de Java pela Impacta. Programei diversos jogos simples e criei mods por conta própria como hobby. Busco um estágio na empresa XYZ em que eu possa utilizar meu conhecimento adquirido tanto em cursos quanto em meus projetos pessoais.

 

Educação

 

Bacharelado em Ciência da Computação

UNIFESP — São José dos Campos, SP

Conclusão prevista: 2022

Matérias relevantes: Banco de Dados, Redes de Computadores, Lógica da Programação, Programação Orientada a Objetos, Engenharia de Software, Circuitos Digitais, Linguagens Formais e Autômatos, Computação Gráfica, Algoritmos e Estrutura de Dados I, Algoritmos e Estrutura de Dados II, Projeto e Análise de Algoritmos.

Eletivas relevantes: Lógica de Programação, Controle de Sistemas Dinâmicos.

Carga horária: 3.204 horas.

 

Colegial

Escola Fictícia de SJC, São José dos Campos, SP

Conclusão: 2018

 

Habilidades

 

  • Programação avançada
  • Java avançado
  • C++ avançado
  • Python básico
  • Pacote Office avançado

 

Habilidades interpessoais

 

  • Rápido aprendizado
  • Raciocínio lógico
  • Confiabilidade
  • Paixão por programar

 

Informações complementares

 

  • Certificados:
    • Certificação Java Programmer — Impacta

 

  • Idiomas:
    • Inglês básico
    • Espanhol avançado

 

  • Hobbies e interesses:
    • Programação — desde criança gosto de mexer em programas como RPG Maker e Game Maker
    • Jogos eletrônicos — criei diversos mods para jogos populares que estão disponíveis na internet

 

Os artigos a seguir podem te ajudar a fazer um currículo sem experiência profissional:

 

Esse cara do exemplo acima vai conseguir o primeiro emprego rapidinho, não acha? Use esse exemplo de CV como modelo para o seu. Vamos fazer isso juntos, passo-a-passo:

 

1

Como estruturar e formatar seu currículo sem experiência?

 

Vou te contar um segredo: recrutadores não lêem currículos.

 

Eles passam os olhos em informações chaves e escolhem alguns poucos CVs para dar uma olhada.

 

Desses que eles escolhem para dar uma olhada são poucos os que eles lêem do começo ao fim, palavra por palavra.

 

Se o currículo não estiver bem formatado, o CV não passa nem daquela primeira olhada.

 

Siga os passos abaixo para que o seu CV receba a atenção que merece:

  • Escolha a fonte certa, use espaçamento de 1,15 e margens iguais nos dois lados.
  • Salve o documento em PDF. Assim o formato continua bom se o recrutador imprimir.
  • Tenha também uma versão em DOC salva com você, caso decida mudar alguma coisa depois.
  • Leia e releia o CV depois de pronto. Erros de português podem acabar com suas chances. Peça para alguém ler com a cabeça fresca se for o caso.
  • Divida o currículo em seções para ficar mais organizado. Ele deve conter:
    • Cabeçalho com a informação para contato.
    • Introdução.
    • Educação.
    • Habilidades e competências.
    • Informações complementares.

 

Mas calma, vamos falar de seção por seção, até você ficar pró.

 

Começando pelo cabeçalho:

 

2

Como fazer o cabeçalho do CV (tem que ser simples)

 

Comece pelo começo (há-há).

 

Não exagere nos dados pessoais. Sua informação de contato deve ser simples e profissional, passar confiança e não ofuscar o resto do CV — que é a parte suculenta!

 

Você pode copiar do modelo lá de cima — só nome completo, telefone, e-mail e LinkedIn já está ótimo. O importante é o recrutador poder entrar em contato.

 

Use um e-mail profissional, pelo amor de Deus! Nada vai fazer o recrutador jogar fora seu CV mais rápido que ler jUniNh0_sk84ever@email.com.br como seu e-mail de contato.

 

Só inclua foto se for relevante para a posição. 

 

A seção que vem depois do cabeçalho é a introdução, mas escrevê-la no final é muito mais fácil (vamos fazer juntos já-já).

 

Então por enquanto vamos pular a intro e listar sua educação.

 

Atenção: essa seção é a parte mais importante em um currículo de quem nunca trabalhou.

 

Ao fazer um currículo com o gerador de currículos da Zety, você só precisa arrastar e soltar os elementos que desejar (habilidades, experiências...). Existe até um corretor ortográfico para deixar seu currículo perfeito.

Ao terminar, o gerador de currículos da Zety avaliará o seu currículo e te dirá o que você precisa corrigir para fazer um currículo ainda melhor.

3

Liste sua educação no currículo (para você é o mais importante!)

 

Você tem que ter uma coisa na cabeça enquanto escreve seu CV:

 

Se é uma vaga que permite a aplicação de candidatos inexperientes, provavelmente o mercado está recebendo um monte de currículos.

 

E os recrutadores não vão ler todos.

 

Só para você não achar que estou inventando:

 

Falta de experiência é barreira para 77% dos jovens no Brasil.

 

Em média, brasileiros conseguem o primeiro emprego com a carteira assinada após os 28 anos.

 

Você precisa chamar a atenção do recrutador logo de cara, e o segredo é começar com o mais chamativo.

 

Como você não tem prática profissional, o mais atrativo, normalmente, é sua educação. Principalmente se você está fazendo ou fez curso superior.

 

Portanto, educação no currículo deve vir logo depois do cabeçalho e da introdução.

 

Não economize nessa parte. 

  • Fez um curso online? Liste. 
  • Atendeu um evento de palestras na faculdade? Liste. 
  • Completou o tutorial do último Final Fantasy? Liste. (Ok, não vamos exagerar).

 

Imagine o recrutador lendo seu currículo. Vamos chamar ele de… Carlos. Ele quer saber logo os detalhes principais.

 

Portanto, comece a listar sua educação pelo mais importante.

 

Por exemplo, se você está cursando uma faculdade, liste ela antes do colégio em que estudou, já que a faculdade tem mais chance de prender a atenção do Carlos.

 

Aqui está uma boa maneira de destacar sua educação no curriculum vitae

 

Exemplo de educação em um currículo sem experiência

 

Correto

Bacharelado em Jornalismo

Universidade Paulista — São Paulo, SP

Conclusão prevista: 2022

Matérias relevantes: Assessoria de Imprensa, Edição Jornalística, Editoração em Jornalismo Impresso, Interpretação e Produção de Textos, Jornal Laboratório, Jornalismo Integrado, Jornalismo investigativo, Jornalismo Político e Econômico, Oficina de Redação.

Carga horária: 3.600 horas-aula

 

Colegial

Escola ABCD — São Paulo, SP

Conclusão: 2018

 

Ou seja, detalhe bastante sua educação, já que é o que você tem de mais valioso para usar a seu favor.

 

Se você acha que a sua seção de educação não está convencendo, considere fazer um ou dois mini-cursos online. Eles vão te dar um belo destaque.

 

Um detalhe: o exemplo acima está listando algumas matérias relevantes para o cargo. É importante personalizar o CV para cada vaga que você se candidatar.

 

Vamos falar bastante disso na próxima seção:

 

4

Liste as habilidades e competências relevantes para a posição

 

Mesmo nunca tendo trabalhado, você tem um monte de qualificações.

 

Isso tem que estar no seu CV.

 

Mas o que colocar?

 

Que você faz a melhor caipirinha entre seus amigos? Que jogou futevôlei a vida inteira? Que assobia e chupa cana?

 

O que você precisa fazer é ler a vaga com cuidado e pensar: “quais das minhas qualidades vão ser úteis nesse emprego?”.

 

O Carlos só vai estar interessado nos seus talentos se eles forem relevantes para aquela vaga. Tente entender o que o recrutador espera do candidato.

 

Se a vaga for num bar ou restaurante, mencionar a caipirinha não parece uma má ideia. Se for para personal trainer, o futevôlei pode ser pertinente.

 

Já falar de caipirinha em um CV para personal trainer não cai bem. Contexto é tudo.

 

Pense no Carlos ao listar suas competências. Sempre pense no Carlos.

 

Quanto a assobiar e chupar cana… Melhor escrever “multitasking” mesmo.

 

Se deu branco e você precisa de inspiração, leia abaixo alguns exemplos que não dependem de ter trabalhado antes. Eles incluem hard skills e soft skills:

 

Exemplos de habilidades que você pode ter sem experiência de trabalho

 

Hard skills:

  • Pacote Office.
  • Inglês fluente.
  • Montar mesas.
  • Cálculo.
  • Conhecimento de softwares específicos da área da vaga.
  • Cozinha.
  • Desenho.
  • Libras.

 

Soft Skills:

  • Ótima comunicação.
  • Criatividade.
  • Organização.
  • Liderança.
  • Planejamento.
  • Interpretação de textos.
  • Flexibilidade.
  • Empatia.

 

Não liste muito mais que 10 competências, mas não liste muito menos. 10 é um bom número para um currículo sem a seção de trabalhos anteriores.

 

Releia a lista. Esses skills provam que você é o/a candidato(a) perfeito(a) para a vaga? Se sim, maravilha. Se não, reformule até que provem.

 

Caso queira mergulhar mais profundamente nesse tema, leia o artigo: Como listar habilidades em um currículo.

 

Vamos falar agora dos extras que você pode adicionar ao CV para que ele se destaque ainda mais.

 

5

Informações complementares no currículo sem experiência: o seu diferencial

 

No caso de um currículo sem a seção de empregos anteriores, o desafio é provar que você tem qualificações para trabalhar naquela posição ofertada.

 

Esse não é o momento para ser modesto.

 

Fez intercâmbio? Curso online? Ajudou alguém como voluntário? Mandou bem em algum trabalho da escola? Deixe o Carlos saber.

 

O jeito de comunicar isso no seu CV é através de uma seção extra no final, chamada “informações complementares”.

 

As informações complementares mais comuns são: idiomas (se você não tiver colocado na seção de habilidades), cursos extracurriculares (se não estiver na seção de educação), voluntariado, prêmios, certificações, conferências, hobbies e interesses.

 

Se você tem qualquer experiência laboral (bico, estágio, informal) mencione no CV!

 

Basicamente tudo o que não entrou nas seções anteriores, mas aumenta suas chances de conseguir a posição.

 

Por exemplo…

 

Imagine que você está fazendo um CV para professora de espanhol, mas você nunca trabalhou antes. Abaixo estão algumas seções extras que poderiam ser úteis nesse caso.

 

Modelo de informações complementares para currículo sem experiência (exemplo: professora de espanhol)

 

  • Idiomas:
    • Espanhol fluente.
    • Português nativo.

 

  • Certificados:
    • DELE (Diploma de Espanhol como Língua Estrangeira) — Instituto Cervantes.

 

  • Curso extracurricular:
    • Curso de espanhol — CNA.

 

  • Hobbies e interesses:
    • Cinema espanhol.
    • Literatura colombiana e argentina.

 

Caso queira ler mais sobre isso, temos um guia: Como colocar informações adicionais no currículo.

 

E agora o último toque:

 

Lembra que você pulou a introdução porque era mais fácil fazer no final? O final chegou. Vamos lá:

 

6

O que colocar como objetivo do currículo sem experiência?

 

O que é o objetivo profissional em um currículo?

 

É um textinho de um ou dois parágrafos que serve de introdução para o CV.

 

No seu caso, essa introdução tem o intuito de fazer o Carlos acreditar que, mesmo sem ter tido um emprego, você mandaria benzaço naquela vaga.

 

É essa seção que vai fazê-lo ler seu CV ao invés de guardar naquela gaveta que ele nunca mais vai abrir, exceto daqui três meses quando ele precisar encontrar um clipe que ele tinha certeza que estava lá, mas não, não está naquela gaveta. Lá só tem currículos velhos, Carlos. Você já usou todos os clipes.

 

Método para escrever o objetivo do currículo:

 

  • Leia seu CV do começo ao fim.
  • Escolha as partes que são mais relevantes para a vaga. Normalmente são a educação e duas ou três competências.
  • Crie a introdução do CV usando esses pontos e mostrando como você pode ajudar o Carlos.

 

Lembra daquela garota que nunca trabalhou e quer ser professora de espanhol? Ela poderia escrever assim:

 

Modelo de objetivo profissional para currículo sem experiência (exemplo: professora de espanhol)

 

Correto

Dedicada estudante de pedagogia na Universidade Presbiteriana Mackenzie com espanhol fluente certificado pelo Instituto Cervantes. Gostaria de utilizar meu talento idiomático e meu conhecimento pedagógico para contribuir com a qualidade docente da escola XYZ.

Errado

Gostaria muito de ser professora de espanhol. Falo o idioma muito bem e sou muito dedicada. Busco uma escola que me dê uma oportunidade para dar minha primeira aula. Estudo pedagogia.

 

Note que ambos os parágrafos foram escritos para a mesma pessoa, e destacam as mesmas qualidades.

 

Qual você acha melhor?

 

O segundo vai fazer o recrutador rolar os olhos e pensar: “mais um CV genérico”.

 

Já no primeiro é como se a garota olhasse nos olhos dele e falasse: “Carlão, confia em mim”.

 

A diferença é que o segundo foca no que a candidata gostaria de fazer (que não interessa em nada para o mercado) e usa palavras vazias como “muito”, enquanto o primeiro tenta provar com fatos que ela pode ajudá-lo e é perfeita para essa vaga.

 

Além, é claro, da maneira como parágrafo foi construído.

 

Se quiser quebrar o método em uma fórmula, é assim:

 

Adjetivo + educação + conquistas + habilidades + como você pode ajudar o recrutador.

 

Caso queira aprender mais sobre essa seção, leia nosso artigo: Objetivo profissional no currículo.

 

É muito provável que você esteja pensando agora: “puxa, não tenho nada para pôr na parte de conquistas”.

 

Sim, você tem.

 

Pense em algo que fez que pode ser relevante para a posição.

 

Sério, deite-se na cama e pense.

 

Pode ser um trabalho que você fez na faculdade, alguma brincadeira que você criou com um amigo, algum projeto que você começou, mas nunca acabou…

 

Caso realmente não tenha, coloque mais uma habilidade.

 

7

Sim, escreva uma carta de apresentação

 

Tem quem goste de CVs com cartas de apresentação, tem quem não goste.

 

No caso de um currículo de primeiro emprego, tudo o que pode te separar da enxurrada de CVs que o mercado recebe é uma vantagem.

 

Exceto quando a proposta de emprego pede explicitamente para não mandar uma carta de apresentação. Aí é melhor mostrar que você leu a proposta e soube interpretar esse requerimento.

 

Aprenda tudo sobre como escrever uma carta de apresentação perfeita para quem não tem experiência com nosso guia: Como fazer uma carta de apresentação profissional para primeiro emprego.

 

O que poderia ser melhor que uma carta de apresentação que combina perfeitamente com seu currículo? Você pode criar sua carta de apresentação online aqui, usando o mesmo modelo do seu currículo. Os seus documentos podem ter esta aparência:

 

modelo de carta de apresentação

Veja mais modelos de cartas de apresentação e comece a escrever a sua

Recapitulando—currículo sem experiência

 

Como montar um currículo sem experiência de trabalho:

  • Formate direitinho, com a fonte certa, espaçamento 1,15 e margens iguais.
  • Elabore um cabeçalho simples e profissional.
  • Capriche na seção de educação.
  • Liste suas habilidades, tendo em mente aquela vaga específica.
  • Inclua informações complementares para te diferenciar dos outros aplicantes.
  • Monte o objetivo profissional que servirá como introdução ao currículo.
  • Faça uma carta de apresentação relevante ao empregador.

 

Obrigado por ler meu guia! Agora eu adoraria ouvir de você:

  • Quais os maiores desafios ao escrever um CV sem experiência?
  • Qual a parte mais difícil para você? 
  • Deixe-me saber! Vamos conversar!
Avalie meu artigo: curriculo sem experiencia
Média: 5 (6 votos)
Obrigado por votar
Bruno Bertachini
Bruno é um especialista em carreira da Zety comprometido em oferecer conselhos ocupacionais que agreguem valor a profissionais em todas as etapas de suas jornadas.

Artigos Similares