Minha conta
Como mudar de profissão: coragem para mudança de carreira

Como mudar de profissão: coragem para mudança de carreira

Mudar de carreira não é uma decisão fácil, mas se é o que te fará feliz, é preciso tomar coragem e mudar de vida. Veja como mudar de profissão aos 30, 40 ou até 50 anos.

Ao chegar nos 30, decidi que era hora de tomar coragem e enfrentar aquilo que eu vinha tentando ignorar: depois de anos no mercado de trabalho, eu queria mudar de profissão.

 

Tomar a decisão de mudar de carreira não foi fácil, mas no meu caso, valeu muito a pena.

 

Alguns passos que tomei para a mudança de carreira podem te ajudar, assim como coisas que me perguntei para decidir se a mudança de profissão valia mesmo a pena.

 

Se você tem pensado “quero mudar de profissão, mas não sei o que fazer”, este artigo te dará diversas dicas de como mudar de profissão, diretamente de alguém que decidiu mudar de carreira aos 30.

 

Quer poupar tempo e fazer o seu currículo em 5 minutos? Experimente o nosso gerador de currículos online. Ele é rápido, fácil, conveniente e 100% personalizável. Escolha dentre 18 modelos de currículos profissionais para preencher.

 

modelo de curriculo

Modelo de currículo criado pelo nosso gerador de currículos. Descubra nosso criador de currículos.

Um dos nossos usuários, Nicolas, teve isso a dizer:

 

“Eu estava tendo dificuldade em deixar o meu currículo com apenas 1 página e em o deixar com uma aparência profissional. O gerador de currículos da Zety me ajudou muito!”

 

Criar o meu currículo agora

 

Quer mudar de carreira para uma das profissões abaixo? Nossos guias podem ajudá-lo:

 

Como mudar de profissão

 

Você acha que é hora de mudar de vida?

 

Algumas pessoas buscam uma mudança de profissão por conforto, talvez queiram algo que pague melhor ou que permita trabalhar de casa, outros querem mudar de carreira para perseguir um sonho ou uma paixão.

 

Seja qual for o seu caso, as dicas abaixo te ajudarão a mudar de profissão e encontrar uma carreira que tenha mais a ver com você.

 

1. Volte a estudar

 

Nem todo mundo leva uma vida que permite voltar a estudar, mas se é uma opção para você, considere seriamente, mesmo que você já se ache velho demais. Cursos de pós-graduação ou extensão são ótimas opções, mas uma mudança mais radical pode se beneficiar de uma nova graduação.

 

A Zety fez um estudo sobre arrependimentos na carreira, e apenas 27% dos respondentes voltaram a estudar depois de começar ter uma carreira. Destes, 85% não se arrependeu.

 

Outras estatísticas relevantes para você:

 

  • De todas as opções de arrependimentos, não ter perseguido uma paixão como carreira foi a mais comum;
  • Apenas 23% dos entrevistados assumiu o risco de perseguir uma paixão como carreira;
  • Destes que perseguiram suas paixões, 84% não se arrependeu.

 

Se voltar a estudar não é uma opção para você, não há desculpas para fugir da próxima dica:

 

2. Faça cursos

 

Um dos principais desafios de quem faz uma mudança de carreira é provar que tem capacidade para cumprir as responsabilidades da nova profissão, afinal, a pessoa geralmente não tem experiência naquilo. Como olhar nos olhos do recrutador e dizer que você acha que será bom em algo totalmente diferente do que tem feito?

 

Uma solução relativamente fácil e rápida é fazer um ou mais cursos sobre o assunto. Se você não tem tempo ou dinheiro, a internet está cheia de cursos online e grátis.

 

Não sabe por onde começar? Leia o artigo: Os melhores cursos para colocar no currículo.

 

Você pode colocar cursos no currículo assim que iniciá-los. Temos um artigo sobre o assunto: Como colocar um curso em andamento no currículo.

 

Pronto, seu CV já conta com alguma coisa relacionada à nova profissão! 

Dica valiosa: desenvolva também habilidades que podem ser aplicadas em quase todas as carreiras, como inglês, Excel e falar em público.

3. Crie um projeto pessoal

 

Outra maneira de colocar algo relacionado à nova carreira no currículo para provar que você é bom naquilo é com um projeto pessoal.

 

Foi o meu caso. Eu decidi que queria escrever profissionalmente só aos 30 anos, então criei um blog e escrevi por conta própria, tentando encontrar um tempinho para isso todos os dias. Após quase um ano nessa empreitada, eu tinha seguidores o suficiente para me sentir confiante de mencionar o blog no currículo.

 

Foi fácil? Não. Mas é o que eu gosto de fazer, então não foi um sacrifício tão grande. O projeto pessoal é especialmente útil porque, além de ser algo para mostrar ao recrutador, também fará você “sentir” o estilo de vida da profissão e refletir se realmente gosta daquilo. Assim, você fará a mudança de carreira com mais confiança. 

 

Não é possível seguir essa linha em todas as profissões, mas na maioria das vezes sim. Quem quer ser professora pode dar aulas particulares para amigos, um aspirante a web designer pode criar páginas sozinho, um músico pode gravar um disco em casa, e assim por diante.

 

Claro que o grande desafio está em conseguir ganhar dinheiro com essa nova profissão, por isso a próxima dica é talvez a mais importante:

 

4. Faça um currículo para mudança de carreira

 

Ao fazer um curriculum vitae para mudar de carreira, seu desafio é provar que é capaz de exercer a nova profissão mesmo sem experiência direta. Para isso, siga os passos abaixo:

  • Encontre uma vaga relacionada à nova carreira. Faça um currículo moldado especialmente para essa vaga e envie. Repita até conseguir um trabalho;
  • Inclua habilidades no currículo relacionadas à posição. É essencial ler a descrição do cargo para descobrir os requerimentos e responsabilidades;
  • Faça uma seção de informações complementares recheada, com cursos e projetos pessoais relacionados à nova carreira;
  • Faça uma carta de apresentação para maximizar suas chances. Você pode seguir o nosso guia: Como fazer uma carta de apresentação;
  • Escolha o formato correto dentre os tipos de currículos. Quer saber qual o melhor? Não existe uma única resposta correta, mas nossa recomendação é considerar quanta experiência você tem. Veja abaixo:

 

Se tiver trabalhado de um a três anos na área que você quer deixar

 

Se você tem pouca experiência na área que quer deixar, faça um currículo cronológico. É o tipo mais comum de currículo e o que os recrutadores estão acostumados a ler.

 

Você pode seguir nosso guia de como fazer um currículo sem experiência e adicionar uma pequena seção comentando sobre o seu trabalho em outra área.

 

Descreva sua experiência através de conquistas laborais que mostrem para o recrutador que você tem habilidades relacionadas à nova profissão. Por exemplo, se você for um garçom querendo ser professor, vale mais a pena descrever como você atende bem clientes do que como você fecha o caixa quando precisa (a não ser que seja professor de matemática).

 

Você pode ver dicas detalhadas sobre isso no artigo: Como colocar experiência profissional no currículo.

 

Se tiver trabalhado por mais de três anos na área que você quer deixar

 

Se você considera que a experiência que teve na área que quer deixar é valiosa e pode comprovar suas habilidades relacionadas à nova carreira, uma opção é fazer um currículo funcional, também conhecido como currículo temático.

 

O currículo funcional, ao invés de ser dividido em seções, como “experiência”, “educação” e “habilidades”, é dividido em competências. Sua experiência e educação são mencionadas dentro de cada habilidade.

 

Temos um guia detalhado explicando como fazer um: Currículo funcional.

 

Ao fazer um currículo com o gerador de currículos da Zety, você só precisa arrastar e soltar os elementos que desejar (habilidades, experiências...). Existe até um corretor ortográfico para deixar seu currículo perfeito.

Ao terminar, o gerador de currículos da Zety avaliará o seu currículo e te dirá o que você precisa corrigir para fazer um currículo ainda melhor.

5. Faça networking

 

Algo que te ajudará a mudar de carreira é ter contatos na área que você deseja atuar. Algumas maneiras rápidas de fazer um networking são:

  • Procure por eventos relacionados à nova profissão acontecendo perto de você, participe e conheça pessoas;
  • Utilize o LinkedIn para manter estes contatos;
  • Procure por “transição de carreira” em “grupos” no LinkedIn para conhecer pessoas na mesma situação;

 

Temos um guia que pode te ajudar muito: Como fazer networking.

 

6. Avalie oportunidades na empresa que trabalha

 

Procure por cargos ligados à carreira que você deseja na própria empresa na qual você trabalha.

 

Fazer uma mudança horizontal em uma companhia que você já faz parte costuma ser mais fácil do que conseguir um trabalho em uma empresa diferente.

 

7. Procure uma consultoria de carreira ou um headhunter

 

Por que não buscar ajuda profissional? Existem consultorias empresariais e headhunters que podem lhe ajudar a encontrar um emprego. Busque por companhias que trabalhem com transição de carreira, outplacement e recolocação profissional.

 

8. Faça um teste vocacional

 

Um teste vocacional pode te ajudar a ter certeza de que você tem o talento específico para mudar de carreira, ou te guiar caso você tenha o desejo de fazer uma mudança, mas não saiba direito para qual profissão.

 

Veja alguns exemplos:

 

Você encontrará diversos testes online de graça, e eles lhe darão uma luz nesse quesito, mas é importante mencionar que eles não substituem um teste feito por um profissional.

 

9. Considere ganhar menos

 

Ao fazer uma mudança de profissão brusca, é normal que o profissional comece “de baixo”. Afinal, é o início de uma nova carreira. Se você já tem bastante experiência e habilidades que se aplicam ao novo setor, pode usar isso ao seu favor e “pular” algumas etapas, mas tenha em mente que normalmente essa mudança demanda um sacrifício monetário.

 

10. Saiba quando persistir e quando parar

 

Dificilmente uma mudança de carreira acontecerá imediatamente. Você terá que batalhar e persistir. É uma boa ideia definir quanto tempo você estaria disposto a gastar nessa empreitada, e se deve parar de insistir e focar na carreira atual depois de um tempo tentando se realocar.

 

Ter coragem para mudar de profissão é difícil porque queremos ter certeza antes de dar um passo tão grande. Se você está pensando em fazer uma mudança de carreira, pergunte-se:

  • Estou disposto a ganhar menos e começar tudo de novo?
  • Eu me adaptaria à vida da nova profissão? Mudar de carreira é mudar de vida.
  • Tenho talento necessário para a nova profissão? Pergunte também a opinião de terceiros.
  • Qual o futuro dessa carreira? Essa profissão estará em alta daqui a 5 anos?
  • O que acontecerá comigo financeiramente se eu não tiver sucesso na mudança?
  • Quanto tempo eu estou disposto a gastar tentando mudar de carreira?

 

Essas perguntas servem como uma autorreflexão, que te ajudará na tomada de decisão. Tem gente que simplesmente precisa buscar uma paixão para ser feliz, mesmo que tudo indique que é uma decisão ruim. O importante é fazer de uma maneira responsável e tentar descobrir o que te fará se arrepender mais no futuro: se correr ou se ficar.

 

O que poderia ser melhor que uma carta de apresentação que combina perfeitamente com seu currículo? Você pode criar sua carta de apresentação online aqui, usando o mesmo modelo do seu currículo. Os seus documentos podem ter esta aparência:

 

modelo de carta de apresentação

Veja mais modelos de cartas de apresentação e comece a escrever a sua.

Resumindo — como mudar de profissão:

 

Não existe uma fórmula para mudar de profissão, mas as dicas abaixo te ajudarão a planejar e realizar uma mudança de carreira:

 

  1. Volte a estudar;
  2. Faça cursos relacionados;
  3. Crie projetos pessoais;
  4. Faça um currículo de transição;
  5. Desenvolva um novo networking;
  6. Procure uma consultoria de carreira;
  7. Faça testes vocacionais;
  8. Considere ganhar menos;
  9. Avalie oportunidades na sua empresa atual;
  10. Saiba quando persistir e quando parar.

 

Obrigado por ler, espero que o artigo tenha te ajudado a tomar a decisão certa a respeito deste momento tão importante. Agora eu que quero saber de você:

  • Você pensa em mudar de carreira?
  • Por que você quer mudar de profissão?
  • Qual o seu maior medo ao mudar de carreira?
Avalie meu artigo: mudar de profissao
Média: 5 (1 votos)
Obrigado por votar
Bruno Bertachini
Bruno é um especialista em carreira da Zety comprometido em oferecer conselhos ocupacionais que agreguem valor a profissionais em todas as etapas de suas jornadas.

Artigos Similares